Papa diz que Brasil vive um Golpe de Estado e recusa convite de Temer para visitar o país

Em uma carta na qual recusa um convite para visitar o Brasil, o papa Francisco cobrou o presidente Michel Temer a retomada da democracia no Brasil e para que seja evitado medidas que agravem a situação da população carente no País.

A correspondência foi uma resposta a outra enviada pelo mandatário no fim de 2016, na qual o líder da Igreja Católica era convidado formalmente para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, comemorados em 2017.

“Sei bem que o Brasil vive um Golpe de Estado e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo. Recomendo que o Brasil retome o caminho da democracia”, escreveu o Pontífice.

“Também não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira”, acrescentou.