Morre David Dushman, último soldado que ajudou na libertação de Auschwitz

David Dushman morreu aos 98 anos; ele tinha 21 anos quando participou da operação que libertou cerca de sete mil pessoas

Morreu em Munique, na Alemanha, o veterano de guerra David Dushman, 98 anos, no último sábado (5), repercute a imprensa do país nesta segunda-feira (7). O russo era considerado o último da soldado ainda vivo que ajudou a libertar os prisioneiros do campo nazista de Auschwitz, na Polônia, em 27 de janeiro de 1945.

Dushman tinha apenas 21 anos quando participou da operação militar que libertou cerca de sete mil pessoas, a maioria judeus.

Os campos de extermínio de Adolf Hitler abrigavam pessoas que eram forçadas a trabalhar ou participar de experimentos médicos para o regime nazista. No entanto, milhares foram mortos assim que chegaram por “não serem úteis”. Estima-se que mais de um milhão de pessoas morreram em Auschwitz.

+ Usuários do Twitter começam campanha de reeleição de Bolsonaro

1 comentário em “Morre David Dushman, último soldado que ajudou na libertação de Auschwitz

Deixe uma resposta